frente_abertura de empresa

Como ser designer e não morrer na tentativa – post #3 como abrir uma empresa

Eba! O tão esperado post de Como Abrir uma Empresa está pronto!
Amigos designers de plantão, compartilho com vocês essas informações que são importantíssimas para quem está iniciando uma empresa.
Obviamente sem a AGG Fiscal, esse post não seria possível. Ela é nossa parceira desde o inicio de vida do Estúdio Dekor, nos acompanha e principalmente nos direciona para qual o melhor e mais correto caminho a seguir.
Pra relembrar, o primeiro post sobre o assunto foi sobre Estágio e você pode acessá-lo aqui. O segundo foi sobre Portfólio, e você pode ler na integra aqui.
Então vamos lá! Força na peruca! Pegando o caderninho e anotando tudo!

01 primeiros passos
Nota da Erika: Entende-se “ramo” a área de design de interiores. Entende-se “plano de negócio” qual o caminho que deseja seguir dentro da área, seja ela projetos, desenvolvimento de produtos (que vai de móveis à estampas), ou comercio (montar uma loja por exemplo)

02 plano de negócio
Nota da Erika: Para cada caminho existe um custo. Para começar você vai precisar de um bom computador, telefone com secretária eletrônica, impressora e internet. Além de boa vontade, muita energia pra trabalhar e otimismo! Por que o inicio não é fácil pra ninguém. Mas lembrem-se do que a “tia Erika” diz: RALA QUE ROLA! Então… nada de desanimo!

03 tipos de empresa

Nota da Erika: Pra quem está começando, provavelmente se enquadre na primeira alternativa: Autônomo. Eu particularmente comecei assim, registrada aqui na prefeitura de Santo André. Valeu a pena, por que o imposto era mínimo e conseguia emitir nota fiscal. Mas você não tem direito a CNPJ, e sim o seu CPF. Ou seja, conta em banco não dá pra ser Jurídica. Pra falar a verdade, me deu um baita orgulho quando recebi o registro do CNPJ… me senti gente grande…hahaha. Mas isso é bobagem de inicio. Vai segurando até quando realmente precisar, por que os encargos são menores. É sempre bom falar com um contador de confiança (no meu caso a AGGFiscal ♥) pra entender melhor esse universo, e saber qual a melhor alternativa pra você.

04 sociedade

06 tipos de nome
Registro de Marca é bem importante pessoal. Já pensou todo o trabalhão que você tem pra bolar um nome, criar um logo, desenvolver toda a papelaria, montar site… daí você recebe um comunicado que a empresa já existe e você tem que mudar tudo outra vez… é muito sério. Não é barato não… Vou fazer um post sobre isso também. Mas já deixo aqui registrado que vocês devem ficar espertíssimos com esse item. Eu registrei as minhas marcas no MPBrasil.
07 o que é cnpj

08 sindicato

Nota da Erika: Acho que uma empresa saudável é aquela que cumpre suas obrigações dentro da lei. Isso eu concordo plenamente. Mas eu odeio ser obrigada a me filiar a alguma coisa sem que eu queira. Eu odeio. Infelizmente no nosso país, somos obrigados a muitas coisas que não nos trazem beneficio algum. Então, meu porém é, até que você tenha funcionários, não é obrigada a se filiar a nada. Quando tiver funcionários, aí sim… vai ter que “contribuir” obrigatoriamente para o sindicato. E não só você como empresa… mas seu funcionário também :(

09 impostos

11 quanto tempo demora

Nota da Erika: Dependendo da prefeitura onde você dará inicio à abertura de sua empresa, o custo pode variar. Mas hoje dia 26/maio/14, a previsão é que você gaste de R$ 600,00 a R$ 700,00 para se tornar gente grande. Além de meio salário mínimo de administração para a empresa de contabilidade fazer todo o acompanhamento pra você.

AGG Fiscal

Queridos, o post é longo mais tem muitas informações legais. Se vocês tiverem duvidas, vocês podem entrar em contato direto com a AGG Fiscal, na página deles no Facebook, e podem postar as duvidas por lá. Tenho certeza que eles serão tão legais com vocês quanto são com a gente.

 

Published by

Erika Karpuk

erikakarpuk.com

7 thoughts on “Como ser designer e não morrer na tentativa – post #3 como abrir uma empresa

  1. Realmente é o que eu procurava: como começar a carreira já que o mercado de trabalho não está fácil. Então eu posso afirmar que sem essa parte jurídica citada no post, não posso exercer a função de designer certo? O diploma também é necessário, por exemplo, pra mim que sou estudante e já tenho capacidade de desenvolver um projeto, se quiser fazer um projeto para alguém, tenho que ter o diploma (além de toda parte burocrática citada no posto) para realizá-lo? Aguardo carinhosamente sua resposta.

    Curtir

Ei! Não vá embora! Me conte o que achou!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s